Viva o Halloween!!!

O título é uma provocação.

Mas, vamos pensar: chega esta época e todo ano é a mesma coisa:

Halloween é o cacete!

Viva o Saci!

Fora as bruxas!

, gritam aos quatro cantos os adeptos exclusivistas da “cultura brasileira”.

Ora, o que é a cultura “brasileira” senão uma mistura centenária de muitas outras culturas? E o que são estas outras culturas que por aqui aportam senão misturas milenares de outras tantas culturas?

Sim, a famosa “globalização” não está acontecendo somente agora: sempre houve. As grandes conquistas e os grandes movimentos de pessoas – e, claro, de suas culturas, costumes, hábitos, genes – sempre ocorreram em nosso planeta.

A espécie humana é una, apesar de suas diferenças. E a tendência natural, pra mim, é ficarmos cada vez todos mais parecidos.

Você, então, que brada contra o halloween, tome cuidado: estarei te vigiando em junho/julho pra ver se é contra as festas juninas, hein?! rs…

Ou você se esquece que esta festa tão “brasileira” tem origem estrangeira?

Mas vale destacar que essa festa tão brasileira não foi invenção nossa, é uma herança pré-cristã trazida pelos portugueses e adaptada ao contexto local, conforme explica o professor Severino Alves de Lucena Filho, da Universidade Federal da Paraíba (UFPA). Já a quadrilha, a dança de pares em homenagem aos santos juninos em agradecimento às boas colheitas (em especial do milho), “chegou por aqui no início do século XIX, trazida pelos mestres de orquestras de danças palacianas francesas e cultuada por nossos compositores que imprimiram nela a marca brasileira”, diz Grassi. [Leia o artigo completo aqui.]

Afinal, você não vai deixar as crianças brasileiras serem tão influenciadas por estes estrangeirismos e cultura de fora, não é?

Veja:

“balancê” (do francês, balancer);

“vizavi” (vis-à-vis),

“anavantu” (en avant tous),

“tur” (tour),

“travessê de dama” (traveser de dâmes),

“returnê” (retourner),

“anarriê” (en arrière).

É isso. Deixemos de patriotismo intolerante. Deixemos de xenofobia.

Viva as culturas!

Viva tudo de bom que podemos pegar aqui e ali, de todos os lugares, de todas as pessoas, de todos os países!

E as bruxas merecem!

Abraços,

Declev Reynier Dib-Ferreira

2 comentários sobre “Viva o Halloween!!!

  1. Já dizia Oswald de Andrade: “Só a antropofagia nos une!”
    E se prestarmos atenção mesmo às festas de Halloween, veremos não uma festa de horrores, mas uma festa à fantasia, em que bruxas e vampiros dançam animadamente com baianas, malandros cariocas, odaliscas árabes, super heróis, entre outros.
    Se pudemos “abrasileirar” as quadrilhas dançadas nas cortes europeias, o mesmo fizemos com todas os festejos estrangeiros.
    E viva a unidade na diversidade!

Os comentários estão encerrados