Carta dos Agentes Auxiliares de Creche do Município do Rio de Janeiro

Esta carta abaixo eu recebi através de um comentário no blog.

Pedi autorização a quem me enviou para publicá-la como um post, o que me foi dado e aqui está, aberta a comentários.

Tenho visto muita gente falando maravilhas do que tem sido feito na rede municipal do Rio de Janeiro, como se fosse perfeito e a educação estivesse sendo “consertada”. Mas, apesar de achar que há boas coisas, muito há por baixo do tapete.

O pior é a sujeira que fica pra gente limpar, depois de sair quem a escondeu…

Então, como gosto de divulgar as ideias alheias acerca da educação, ei-la:

CARTA ABERTA À SOCIEDADE

Nós, Agentes Auxiliares de Creche, trazemos por meio desta Carta Aberta à Sociedade, o conhecimento das dificuldades que enfrentamos no dia-a-dia em relação ao cumprimento de nossas atribuições e na promoção do bem estar das crianças matriculadas na educação Infantil, nas creches do Município do Rio de Janeiro, que permanecem sob nossa guarda no período de oito a dez horas, diariamente.

Prestamos concurso para o cargo Agente Auxiliar de Creche da Cidade do Rio de Janeiro, em que o nível de escolaridade exigido para o concurso foi o nível fundamental. O edital conjunto SME/SMA Nº. 08, de 24 de julho de 2007 do concurso relatava que em nossas atribuições básicas ou específicas, teríamos que participar com e auxiliar o “educador” nas atividades das rotinas diárias.

O que encontramos como realidade é bem diferente da redação de nossas atribuições inerentes ao cargo para o qual prestamos concurso. Na prática, não temos a presença do educador em sala e o número de agente auxiliar de creche por turma não corresponde a real necessidade de 25 crianças. Que precisam de apoio em sua higiene básica; serem protegidas para que não sofram acidentes e orientadas pedagogicamente para o seu perfeito desenvolvimento psicofísico.

Várias são as possibilidades de pequenos acidentes acontecerem diariamente, por ter apenas um agente, sozinho, tomando conta de muitas crianças por uma ou duas horas. Ficando, também sob a responsabilidade deste mesmo agente, a elaboração e execução do planejamento pedagógico, bem como a avaliação do desenvolvimento de sua turma.

Nós, agentes auxiliares de Creche, nos sentimos em desvio de função, sem qualificação para tal e sem estarmos recebendo o real valor para que estejamos executando esta função.

Apesar de fazermos parte do Proinfantil (Programa de Formação Inicial para Professores em Exercício) que é exclusivo para Professores Leigos, o Município do Rio de Janeiro não nos considera profissionais do Magistério.

O Proinfantil chegou para regularizar a situação do Município do Rio de Janeiro em relação à LDB e assim poder receber os recursos do Fundeb/Fundef e Banco Mundial.

Sem mais, subscrevemo-nos acreditando que juntos podemos desenvolver uma verdadeira educação que faça a diferença neste país tão assolado pelo descaso com a educação de seu povo.

AGENTES AUXILIARES DE CRECHE.


Sobre Declev Dib-Ferreira

Declev Reynier Dib-Ferreira é professor, biólogo, educador ambiental, especialista em EA pela UERJ, mestre em Ciência Ambiental pela UFF, doutor em Ciências pela UERJ.

130 comentários

  1. Estou como agente auxiliar de creche temporaria pela prefeitura e gostaria de saber se há uma esperança de efetivação, já que afinal, deixamos de ser convocados por conta de terceirizados de ongs até que o nosso concurso acabou expirando.

  2. Estou como agente auxiliar de creche temporaria pela prefeitura e gostaria de saber se há uma esperança de efetivação, já que afinal, deixamos de ser convocados por conta de terceirizados de ongs até que o nosso concurso acabou expirando..

  3. Adriana, entre na comunidade dos Agentes Auxiliares de Creche e lá vc terá mais informações.

    http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=48692364

    Ou procure o grupo dos AACS no Faceboock.

    Abç!

    Valmir.

  4. Não há engano, porém todos sabem qual o salário ao se inscrever num concurso, o que a Prefeitura esta falhando é quanto a distribuição de obrigações, mas tem muitas diretoras por aí se empenhando pra resolver isso, como foi o caso da diretora da creche que trabalhei… A questão é: os professores reclamam, as agentes reclamam e vai sobrando pros mais fracos, se houver união na creche, os problemas externos são resolvidos mais facilmente!

    Sucesso a todos,

    Noemí

  5. Olá!

    Aqui na cidade de Teresópolis estamos lutando pelos nossos direitos também. Conseguimos um; a carga horaria( são dois turnos de seis horas). Em algumas creches paramos de fazer o trabalho pedagogico, mas somos coagidos pela diretoras.

  6. É um absurdo nosso Ticket ser descontado.O mesmo é de 264 reais,devido a Rio +20,veio 204 reais.Esse mes não será diferente pois ficamos 5 dias de recesso,então novamente receberemos 204 reais…isso se não tiver tido nenhum feriado….senão receberemos menos.
    Outra coisa:Foi uma grande conquista a reduçao de nossa carga horária mas por que não deixam trabalharmos 30 horas semanais? Pra que essa palhaçada de termos que ficar duas horas a mais na semana fora de sala fazendo trabalho pedagógico? Carambaaaa!!!!!! ganhamos pouco,trabalhamos muitoooo!!!!!! Por que não deixam nosso Ticket inteiro e não nos deixam ir pra casa depois das 6 horas dentro de sala?
    Ps:Ouvi dizer que nas férias não teremos Ticket.

  7. Gostaria de saber se tem chance de ser chamada para o concurso de auxiliar de creche do concurso de 2007 ?

  8. gostaria de saber se tem como me chamarem no concurso de auxiliar de creche de 2007

  9. Sou atendente de creche a 4anos, quando prestei concurso aqui no interor de SP nao sabia realmente o q me aquardava. A principio ja tive q lidar com um certo receio q pais e funcionariad tiveram pelo fato de eu ser homem, (apenas eu e outro homem passamos no concurso.Entao comecei a trabalhar na creche, mas a diretora me colocou pra fazer mais servicos de apoio( auxiliar alguma classe,pintar alguma sala,arrumar alguma coisa…..)ate adquirirem confianca em mim.Quatro anos se passaram,hoje ganho em torno de 46, 00 reais por dia, trabalho das 8 as 5, com 30 criancas de bercario I e bercari II misturadas num quadrado de sala,ouvindo choro o dia todo,dando banho nos meninos pois as meninas ficam para outra funcionariam,limpando bunda de crianca,recebendo as criancas de pais q te olham com cara de b….e as 5 em ponto vem buscar seus filhos e vc nem ouve um muito obrigado….sinceramente estou muito insatisfeito com esse trabalho, e correndo atras para uma possivel readaptacao de funcao, e digo mais, como homem tenho vergonha de exercer essa funcao de baba, tenho faltado sem justificativa varias.vezes, qualquer coisa ja pego atestado.Entao fica uma dica pra quem vai entrar nessa roubada e nao tem preparo psicologico para tal funcao,pense bem.Se vc tem muita paciencia vai fundo,mas se vc ainda nao teve filhos,e nenhuma experiencia com criancas(muitas criancas), se oriente, visite uma creche,etc…concurso. cpncurso

  10. Bom terem passado a carga horária AAC de 8 para 6 horas. Merecido!
    Agora estão passando horário do fechamento das creches do município de 17:00hs para às 19:00 hs, pois bem , estamos revoltados, pois a maioria das creches são em área de risco para sairmos às 19:00hs, à noite. Quem inventou tal hora não se importou com nossas vidas. estão alegando que o horário dos pais irem buscar seus filhos não coincide com o horário de funcionamento da creche, pois bem, na maioria das vezes que pega seus filhos são parentes e não os pais, havendo já assim uma combinação entre eles.
    Quem lutará por nós?

  11. Ana OláAmiga!

    eu prestei o concurso para auagente
    auxiliar de creche em 2oo7 no Rio de Janeiro , fui classificada, mas por não ter título para apresentar junto a secretaria de educação, a minha classificação desceu. Portanto fui chamada pela Prefeitura em julho de 20012 como contratada. O que me doi é saber que ja está chegando o prazo do meu contrato. Estou me sentindo como uma criaça quando coloca a bala em sua boca quando ela começa a sentir o gosto, lhe tiram a bala de sua boca.E a criança começa a chorar. Conclusão, isso não se faz!! Ainda quando ja temos uma idade o qual não se consegue emprego particular. Não só eu mais os colegas que estão na mesma situação. Clamamos pela nossa Efetivação!!!!!!!!!!!!! Que justiça seja feita!

  12. Estou amando trabalhar com as crianças na creche . pois não somos somente auxiliar de crehe, somos també educadores, pois alémdos cuidados de higienes. Também passamos para eles valores ,carinho e amor. bem como comportamento na hora de comer , ir ao banheiro lavar as mãos, tomar banho, pentear cabelo……..E nas brincadeiras saber compartilhar com os coleguinhas .
    Valores como respeitar o direito do outro , saber falar um de cada vez.
    Articular as palavras de forma correta e mais……………………………………

  13. Eu também fiz o concurso para agente auxiliar de creche em 2007.
    E fui chamada no dia 4 de julho de 20012 como contratada. Fui na Prefeitura assinei meu contrato. Fui na nona cre e ele s me encaminharam para a Creche Serafim Sofia, Em um sub bairro de Campo grande , RJ, Bairro Cosmos.Trabalei atté o dia 12 de julho;isto porque a diretora da creche Serafim Sofia, em reunião costumeira com todas auxiliares de creche anunciou que tinha 2 vagas para creche Raul Cortes. Portanto como moro perto da creche Raul cortez, achei que seria conveniente ser transfirida para a mesma , então fomos eu e mais outra auxiliar de creche . Me apresentei na creche Raul Cortez no dia 11 de julho, mas só comecei a trabalhar no dia 15 de julho (segunda feira) , a diretora da creche Raul Cortez me encaminhou para trabalhar no berçario (turma cinquenta). para cuidar de 25 crianças de um aninho. Esta sala tinha que ter tres auxiliares de creches, só que na semana apos o recesso ,tinhamos apenas eu eoutra . Para darmos banho, enxugar botarmos roupa, dar comida,pentear cabelo,enfim todos os cuidados necessários que cabia a nós auxiliares de creche, e mais ainda preencermos as agendas isto é,fazermos o relatóriode tudo que aconteceu a tarde (das 13 as 17hs). Só que tudo de errado que acontecia era tudo jogadosobre minhas costas.E aí começaram a me trocar de sala , quando eu estava aprendendo o nome de cada criança , e pegando o ritmo da rotina da sala a direção me mudava de sala, sem nem me explicar o porque, e com isso eu estava ficando muito preocupada, até que um dia cheguei na direção e perguntei em que salaq eu iria ficar? Então a adjunta da creche falou que eu iria ficar em baixo na turma quarenta e tres. Eu fiquei muito feliz pois ai eu poderia fazer um bom trabalho por ter maior intimidade com as crianças desta sala. Eu amei a trabalhar nesta sala, pois se tratava de crianças de dois anos e meio até crianças de tres anos. E minha maior referência nesta creche era as crianças;pois quando eu passava no paátio e nos corredores as crianças começavam a chamar o meu nome. As crianças da turma ao qual eu traballhei, ja estavam acostumadas comigo. E tudo que eu fazia com as mesmas, banho, auxiliar no jantar, nolanche……cantar musiquinhas,hitorinhas era com muita alegria e carinho pois tratava-as como se fossem meus filhos. Até na hora de limpa-las quando iam ao banheiro a auxiliar de creche o qual eu trabalhava falava:_ Titia estão lhe chamando la no banheiro, e eu pacientemente e com toda boa vontade, parava oque estava fazendo e ia para o banheiro limpar a criaça.
    E aconteceu qu no final do ano de 20012, a auxiliar de creche começou a me desrespeitar, pois sou uma senhora de cinquenta e quatro anos. E a mesma começou a me faltar com respeito: e como ela não saia da secretaria, a professora rsponsável desta turma criou maior amizade com ela. E eu quando fui pra la o meu objetivo era fazer o melhor por aquelas crianças . Seja passar valores para elas que as mesmas não tinha acesso. por serem crianças de família carente . Não sei dizer por qual motivo a auxiliar de creche que trabalhava comigo começou a falar comigo como se fosse minha chefe e a mesma não passa de uma mera contratada assim como eu, e que começou a trabalhar em setembro de 2012. E que continuava me desrespeitando , E eu que não tenho “malícia” não entendi o que ela estava querendo.DEi-lhe um fora no pátio da creche que até a diretoria ouviu. E eu pensei assim como a direção não me perguntou nada, então eu não ia falar nada…………… Como já estava no final do ano, teve festa e a direção procedendo normal comigo eu pensei que estava tudo bem.
    No dia 21 de dezembro a adjunta desta creche me deu uma circular vinda da Prefeitura notificando que o nosso contrato seria seria prorogado por mais dois meses ,e que teríamos que comparecer lá na refeitura no dia 07/01/2013 as doze horas. Aconteceu que no dia 07/01/2013 as 8:15 eu liguei para a creche Raul cortez, e quem me atendeu foi a agente de portaria e eu falei que queria falar com a adjunta, e a porteira falou que ela estava lá,mas que não estava na secretaria. Portanto eu pedi a mesma que transferisse o recado. E fui para a Prefeitura renovar meu contrato; chegando lá encontrei com as outra auxiliares da outra creche o o quql ja trabalei, ai trocamos experiências ,conversamos bastante . Quando deu meio dia a chefe de departamento da sala 147 chamou o nome de todo mundo ,menos o meu. Ai eu fui perguntar porque ela não havia chamado o meu nome,ai ela pro curou no horario das duas horas, e o meu nome também não estava.
    Ai ela falou diante de ” TODOS” em bom e alto tom:
    _ o seu problema é com a direção, e se elas não te querem lá; não é do nosso interesse renovar o teu contrato. Eu não esperava por isso! Que eu fiquei sem ação , o que me restou foi procurar um banheiro pois só me deu vontade de chorar . Graças a Deus que a minha filha não entrou junto comigo na sala e não viu este constrangimento,o qual eu passei. Pois a mesma so tem 13 anos.
    Liguei prontamente para acreche Raul Corteze, e falei com a diretora que eu não esperava isso delas!
    E ela falou que lhe pediram um relatório e ela escreveu a verdade e que não sabia que ele iriam me demitir”Santa ingenuidade” né!!!…………………………………….. Estive na ouvidoria da nona cre e relatei todo o episódio ,pois fiquei muito revoltada por ser tratada daquela maneira! E também se elas da direção sabiam que o meu contrato não seria renovado poderiam ter me avisado . elas usaramuma contratada como eu para me avaliar ,e se ela estava com raiva porqu eu lhe dei um fora;simplesmente ela falou a verdade dela.

  14. Cris marques

    Oi, fiz o concurso em 2007, é a um ano atras fui chamada, sendo que só soube agora pois estraviaram minha correspondência, será que ainda tenho chance? e como faço pra correr atras disso?

  15. ADRIANA SIMONE SANTOS

    TINHAMOS QUE FAZER UMA GREVE GERAL,POIS SEM AUXILIAR DE CRECHE,AS UNIDADES PASSARIAM A NÃO FUNCIONAR,E ASSIM TALVEZ NOS OLHARIAM COM BONS OLHOS NOS DANDO O QUE REALMENTE NOS É DE DIREITO. MUITAS DAS VEZES ME SINTO COMO UMA ESCRAVA CUIDANDO DOS FILHOS DOS OUTROS SEM UMA REMUNERAÇÃO EQUIVALENTE AO MEU TRABALHO.POIS SE POSSO DURANTE 9 MESES ASSUMIR O LUGAR DE PROFESSOR CONCURSADO, TERIA QUE REWCEBER O MESMO SALÁRIO.GOSTARIA DE SABER SE É POSSIVEL.TEMOS QUE DEIXAR UMA COISA BEM CLARA SEM ESTIMULADOR AS CRECHES NÃO FUNCIONAM.

  16. monique da silva tavares

    devido a essas insatisfações gostaria de saber se algum amigo gostaria de fazer permuta da prefeitura do Rio para teresópolis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>